Busca:

Eventos e Notícias

NOTA DE DESAGRAVO

Data: 10/02/2020 - 13:00

QUEM SEGURA OS LAMPEJOS DE DIGNIDADE DESSE PAÍS!?

Magistrados que condenam crimes, casos de desvios e corrupção são concursados; assim como são concursados os membros do Ministério Público que apuram desvios, crimes, desbaratam quadrilhas, desvendam corruptos encobertos em grandes corporações, travestidos de políticos, infiltrados em governos.

Servidores do INSS que junto com a defensoria pública da união e a grande Polícia Federal organizam força-tarefa para apurar os grandes sonegadores; servidores da receita federal que também junto com a polícia federal organizam força-tarefa para cassar os grandes devedores desse país; toda a força da polícia militar a estarem diuturnamente zelando pela segurança da sociedade brasileira com o risco da própria vida; toda a bravura do corpo de bombeiros promovendo resgate em desabamentos, em ruptura de barragens , incêndios, enchentes, acidentes, com qualquer tempo, a qualquer hora, também com o risco da própria vida; os servidores do poder judiciário a tocarem todos milhões de processos para resolverem as litigâncias desse país; os servidores da saúde pública, que mesmo com parcos recursos, se desdobram para salvar vidas, seja de um presidente da república ou de um morador de rua... pois bem, esses são apenas alguns exemplos de servidores públicos, TODOS CONCURSADOS, portanto, com mérito para ocuparem seus cargos, que RESGATAM A CADA DIA A DECÊNCIA, A DIGNIDADE, A HONRA de um país, mostrando que ele ainda funciona.

A quem interessa destratar esses servidores? Chamá-los de parasitas, de vagabundos? Diminuir as instituições que representam? Esses arroubos truculentos contra esses servidores e, por consequência, às instituições que representam devem nos deixar apreensivos e desconfiados... A quem interessa?

Por outro lado, citando apenas como exemplo, um ministro não passa por qualquer prova de aptidão para ser nomeado. Bastando ter a simpatia do governante do momento. Poderíamos, hipoteticamente, ter um ministro da educação que não soubesse nem escrever corretamente as palavras da língua pátria. Um ministro da economia que causasse qualquer desastre econômico, e isso já ocorreu aqui, como em países vizinhos, e é a sociedade, penalizada, quem arca com todas as consequências e misérias que saem da cabeça desse ministro.

Servidores públicos, além de serem submetidos a concorridos concursos públicos, passam por avaliação constante segundo comando constitucional. Alguns com duplo grau de Corregedoria ou de avaliação. Tratados com rigor. Basta acompanhar pelos Diários Oficiais o número de servidores que são punidos por qualquer erro, sujeitos que estão às responsabilidades administrativa, civil e penal. Infelizmente, acresce à categoria dos servidores os que exercem desempenho de confiança, que deveria ser pautada na qualificação, mas infelizmente, no Brasil, se destina a apadrinhamento de parentes e amigos desqualificados que não conseguem passar em provas de concurso.

Não se enganem! Enxerguem por detrás das palavras. A pergunta que fica é: A quem interessa desmoralizar e enfraquecer as instituições que funcionam e ainda conduzem esse país num trilho mínimo de decência?

Essa é uma Nota de Desagravo ao Serviço Público e a todos os Servidores Públicos do Brasil pela avalanche de ataques que vêm sofrendo por parte de quem possui outros interesses que não a condução de uma nação livre, soberana, justa e imparcial
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Área do Associado

Login:
Senha:
Esqueceu a senha?
Cadastre-se já!

Newsletter

Preencha o cadastro abaixo e
receba novidades e o boletim semanal da AOJA por e-mail.
Seu Nome:
Seu E-mail:

Galeria de fotos

Acesse nossa galeria de fotos Clique na foto e confira mais...

Sedes

Sedes Acesse nossa galeria de fotos. Clique aqui e confira mais.

AOJA/RJ

Av. Erasmo Braga, 255 - Sala 501 e 502 - Centro
Castelo - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20026-000
Fone: (55 21) 2533-5529 // 2240-2446
Tel/Fax: (55 21) 2533-4689
E-mail: contato@aoja.org.br
Desenvolvido por Internit