Busca:

Eventos e Notícias

TJRJ conclui segunda etapa de readequação do Fórum Central

Data: 08/08/2018 - 17:38

Oitenta mil pessoas por dia. Mais de meio milhão de processos armazenados. Cinquenta e duas Varas Cíveis, 14 Varas de Fazenda Pública e a Vara de Execuções Penais. Inaugurado nos anos 1960, o Fórum Central do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro é um dos prédios públicos mais importantes do estado. Suas instalações, no entanto, precisaram ser reformuladas para atender a demanda nos dias de hoje.
Para o presidente do TJRJ, desembargador Milton Fernandes de Souza, além da necessidade de melhoria na infraestrutura, a evolução tecnológica também impulsionou as mudanças. “Esse é um prédio destinado ao público e como a informatização é uma realidade, precisamos nos adaptar”, afirmou.

A reforma é resultado de um trabalho contínuo, que passa por diferentes administrações do TJRJ. “Esta obra é fruto da boa gestão de meus antecessores”, disse o presidente. “Graças ao trabalho deles é que podemos oferecer melhores instalações para a população”, acrescentou.

Iniciada em 2014, a obra teve sua segunda etapa concluída no último dia 23. Com as novas instalações, em uma área de mais de 20 mil m², as varas retornam à sede do Tribunal de Justiça, depois de cinco anos funcionando em um prédio na Avenida Presidente Vargas, no Centro.

Conforto e espaço
Advogados, funcionários e usuários do Fórum Central contam agora com mais conforto. Nas áreas de espera, o número de assentos aumentou e a climatização foi melhorada. Com as mudanças, cada vara passou a ter, em média, 160 m², com cartório, copa, sanitários, salas de atendimento e audiência, além dos gabinetes. Os cartórios também foram adaptados para atender pessoas com deficiência.
Além das obras da segunda fase, nas Lâminas I e II, a readequação do Fórum Central também inclui as reformas no Plantão Judiciário, reinaugurado em 2015, e a conclusão da primeira fase, em 2017. A obra obedeceu as boas práticas de sustentabilidade, permitindo redução no consumo de água, maior eficiência no uso de energia e melhoria na condição de esgotamento sanitário. Além disso, o projeto das novas instalações deixou espaços disponíveis para futuras expansões.
A reforma – acompanhada pelo avanço na digitalização dos processos – foi bem recebida. “Aqui, já não havia mais espaço”, avaliou a juíza Mirela Erbisti, da 3ª Vara de Fazenda Pública. “Agora, temos melhores condições de trabalho e um ambiente mais organizado para atender o público”.
Bruno Costa, substituto do chefe de serventia no cartório da 3ª Vara de Fazenda Pública, também percebe a diferença no comportamento dos usuários. “Quem vem aqui sente a diferença”, observou.
A desembargadora Leila Mariano, ex-presidente do TJRJ, lembrou a complexidade da reforma, que teve início na gestão dela, em 2014. “Foi um projeto que demorou mais de um ano só para ser planejado, mas hoje é uma realidade”, afirmou. O corregedor-geral da Justiça, desembargador Cláudio de Mello Tavares, elogiou as mudanças, afirmando que o TJRJ se destaca entre outros tribunais por suas instalações modernas. “A nossa missão é prestar uma jurisdição célere, com tudo que o cidadão merece. Essas mudanças trazem conforto para todos que trabalham no Fórum, mas, principalmente, para os cidadãos”, concluiu.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Área do Associado

Login:
Senha:
Esqueceu a senha?
Cadastre-se já!

Newsletter

Preencha o cadastro abaixo e
receba novidades e o boletim semanal da AOJA por e-mail.
Seu Nome:
Seu E-mail:

Galeria de fotos

Acesse nossa galeria de fotos Clique na foto e confira mais...

Sedes

Sedes Acesse nossa galeria de fotos. Clique aqui e confira mais.

AOJA/RJ

Av. Erasmo Braga, 255 - Sala 501 e 502 - Centro
Castelo - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20026-000
Fone: (55 21) 2533-5529 // 2240-2446
Tel/Fax: (55 21) 2533-4689
E-mail: contato@aoja.org.br
Desenvolvido por Internit